segunda-feira, outubro 28, 2013

Ouvimos dizer da Semana da Padroeira

“Da semana da Padroeira retenho na memória o testemunho de esperança de Aida Nuno revelando-nos como conseguimos acalmar os nossos corações. Que encanto de Mãe que perde um filho com a certeza que o reencontrará.
Depois, o Nuno Maia deu-nos uma palestra da qual recordo a interessante frase: “…se algo está mal, é porque ainda não chegámos ao fim pois tudo acaba bem.”
Por fim, a cereja no topo do bolo, com a conferência com que o Sr. D. Manuel Clemente nos presenteou. Com uma extraordinária capacidade de comunicação focou os três temas propostos de forma singular e bastante esclarecedora, conseguiu-nos transmitir que o caminho que percorremos deverá ser feito em PAZ, não descurando a transmissão das Boas notícias/Evangelho, para que encontremos a ALEGRIA na certeza da Ressurreição. Obrigado Sr. D. Manuel.
Depois tivemos a nossa festa Saloia com um jantar bem animado no sábado e a já tradicional Feira Saloia que também correu muito bem. A Procissão foi um momento alto desta semana em honra da nossa Padroeira.
Temos agora a tarefa que o nosso Pároco nos incumbiu de fazer chegar a folha da Paz aos nossos amigos, vizinhos e mesmo desconhecidos; recolhamos os seus depoimentos e alegremo-nos com a sua amizade.

Teresinha e Vítor Amaral Dias, Urmeiras


“A semana da Padroeira que vivemos trouxe-nos uma igreja mais próxima, mais viva, mais adaptada aos nossos tempos. Sem dúvida que a paróquia de Loures se reinventou e trouxe para mais perto de si a sua comunidade, a sua cultura e a sua voz. Houve, para mim, dois momentos muitíssimo especiais: A noite de fados porque me deu a oportunidade de cantar no local que tem sido fator comum dos momentos mais importantes da minha vida e a conferência de Aida Nuno porque me permitiu olhar para a dor de uma perda de uma forma diferente, de olhar para a morte de uma forma menos pesada, mais bonita. Sinto-me mais próxima de Deus. Agradeço à paróquia e à sua comunidade por termos o privilégio de partilhar estes momentos.”


Fernanda Simões, Moninhos

Sem comentários:

Nova hora da missa no Infantado