quinta-feira, janeiro 26, 2012

A CELEBRAÇÃO DO DIA DO DOENTE


Este ano pastoral tem como meta geral sensibilizar o povo da Paróquia de Loures para a importância de superar medos e dúvidas. Desde o início do ano já vivemos o “não temas!” na Semana da Padroeira e os valores ousar no magusto e aventurar-se em janeiro com o canto das janeiras, propondo-se a vivência do valor “acreditar” no mês de fevereiro com a celebração do dia do doente.
Com esta ação queremos que o povo, em especial os mais fragilizados, ao participar na Eucaristia e no sacramento da Santa Unção, acredite na solidariedade dos irmãos e na presença de Deus na sua condição de vida e afaste o desanimo que tantas vezes está presente.
Porquê?
• Porque a Paróquia de Loures, à semelhança da população portuguesa, está mais envelhecida. Esta situação é mais evidente na medida em que se assiste ao aumento do número de lares de terceira idade. Regista-se igualmente o isolamento das pessoas doentes pelo que é necessário dar uma resposta através de pequenos gestos de caridade;
• Porque reconhecemos ser essa a vontade de Deus: “Senhor, se quiseres, podes curar-me” (Lc 5, 12);
• E porque é importante que a Paróquia dê resposta às necessidades espirituais de quem sofre, nomeadamente por motivos de doença, levando-as a superar as suas dúvidas e medos.

Sem comentários: