sexta-feira, outubro 02, 2015

A Palavra ConVida


Ano Santo da Misericórdia - Misericordiae Vultus

O Papa Francisco anunciou no dia 13 de março na Basílica de S. Pedro que decidiu proclamar um “Jubileu Extraordinário” centrado na “Misericórdia de Deus” que terá início a 8 de dezembro deste ano de 2015, percorrendo todo o ano de 2016. “Decidi convocar um Jubileu Extraordinário que tenha o seu centro na Misericórdia de Deus. Será um Ano Santo da Misericórdia. (…) Este Ano Santo iniciar-se-á na próxima Solenidade da Imaculada Conceição e concluir-se-á a 20 de novembro de 2016.”
O Ano Santo da Misericórdia será organizado pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização, tendo o Jubileu Extraordinário o objetivo de levar a toda a gente o Evangelho da Misericórdia. E a misericórdia foi o tema da homilia do Papa nesta celebração penitencial. Referiu-se ao Evangelho que conta o episódio da mulher pecadora que lava os pés a Jesus e os enxuga com os cabelos, beijando-os e ungindo com óleo perfumado.
Desde logo – disse o Santo Padre – duas palavras: amor e juízo. O amor da mulher pecadora e o amor de Jesus que permite que ela se aproxime e acolhe-a demonstrando-lhe o amor de Deus num encontro que vai para além da justiça e para além do juízo que é a outra palavra, citada pelo Papa Francisco.
O juízo de Simão, o fariseu que convidou Jesus para jantar e não consegue reconhecer quem é o seu convidado. Não consegue também encontrar o caminho do amor.
No seu pensamento existe só a justiça – afirmou o Papa Francisco deixando claro que ninguém pode ser excluído da misericórdia de Deus.
O Ano Santo Jubilar da Misericórdia terá início com a abertura da Porta Santa da Basílica de S. Pedro a 8 de dezembro de 2015, na Solenidade da Imaculada Conceição e será encerrado no dia 20 de novembro de 2016, na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo.
A abertura do próximo Jubileu coincidirá com o cinquentenário do encerramento do Concílio Ecuménico Vaticano II, que aconteceu em 1965 e reveste este ano santo de um significado especial, encorajando a Igreja a prosseguir a obra iniciada no Concílio.
No Jubileu, as leituras para os domingos do tempo comum serão extraídas do Evangelho de São Lucas, “o evangelista da misericórdia”. Algumas das parábolas mais conhecidas escritas por São Lucas são as da ovelha perdida, a da moeda perdida e a do pai misericordioso.
Rolando Santos

Horários da Catequese

CATEQUESE DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

Início a 26 e 27 de setembro, ao fim de semana nas capelas de Á-dos-Caos, Montemor, Murteira, Ponte de Lousa, e nas escolas do Infantado, Mealhada, Fanqueiro, Centro Paroquial e SFUP.

CATEQUESE ADULTOS | PREPARAÇÃO PARA BATISMO, PRIMEIRA COMUNHÃO E CRISMA DE ADULTOS 

Reunião dia 23 de outubro, 21h30, no Centro Paroquial para estabelecer horários e disponibilidades. 

Para mais informações dirigir-se no Centro Paroquial.

Passa a Palavra

Foi com muita Fé e devoção que se realizou a procissão em honra de Nossa Senhora do Monte Carmo em Ponte de Lousa.
As festividades religiosas iniciaram-se com a celebração da Santa missa presidida pelo Sr. Pe. Duarte Nuno. Seguindo depois a procissão pelas ruas da simpática povoação. A população acorreu em grande número demonstrando assim um enorme sentido de Fé e Misericórdia no dever de evangelizar.

E ouvimos dizer:

“Este ano foi muito importante para mim porque faço 30 anos que fui Juíza, por isso como sempre com grande prazer que mais uma vez levei o estandarte de Nossa Senhora de Fátima. Que nos acompanhe pelo resto do ano.”

Ana Pinto, Ponte de Lousa

Por sua vez a Murteira também honrou a sua Santa Patronilha. Os pequenos Gabriel Duarte e Íris Maria ambos de 4 anos foram os juízes da festa. Após a celebração da Eucaristia presidida pelo Sr. Pe. Francisco Inocêncio (Pe. Chico) prior da nossa Paróquia, deu-se início à procissão que percorreu as ruas da vila acabando o cortejo na capela da Murteira. A população aderiu em massa e o sentido ia na direção do aumento da Fé e a vontade de conhecer os caminhos do Pai.

E ouvimos dizer:

“Gosto de ir à procissão da Murteira, é aldeia onde a minha mãe nasceu. A sede estava muito acolhedora e foi uma boa ideia passarem a realizar ali a missa. Dou os parabéns a quem ornamentou os andores estavam muito bonitos. Gente desta terra não deixem perder as tradições, a Santa Petronila merece o vosso empenho. “Caminhai na caridade, a exemplo de Cristo, que nos amou e Se entregou por nós, oferecendo -Se como vítima agradável a Deus”

Vitória Real, Murteira

Hora de verão na missa do Infantado

No verão, a missa do Infantado (EB1) passa a ser às 21h.