terça-feira, março 24, 2015

Na Páscoa o Valor é permanecer no Amor!

CONVITES

vive o valor “permanecer”, vem celebrar a páscoa!
celebração dos ramos
Missa de Ramos - Igreja Matriz de Loures  28 de março às 18h30
                                                                                      29 de março às 11h30
nas restantes zonas as missas são nos horários habituais
quinta feira santa (2 ABRIL)
Última ceia e adoração eucarística
Igreja Matriz de Loures às 21h30 (adoração toda a noite até sexta feira às 9h)

sexta feira santa (3 ABRIL)
Ofício de leitura e laudes - Igreja Matriz de Loures às 9h
Celebração da Paixão do Senhor - Igreja Matriz de Loures às 15h
Via-sacra pelas ruas de Loures (concentração às 21h no Centro Pastoral)
sábado santo (4 ABRIL)
Ofício de leitura e Laudes - Igreja Matriz de Loures às 10h
Vigília Pascal - Igreja Matriz de Loures às 22h
missas de domingo de páscoa (5 ABRIL)


Moninhos e Murteira    9h
Ponte de Lousa               10h
A-dos-Cãos                      10h15
Igreja Matriz de Loures e Montemor      11h30
Guerreiros                                                    18h
Infantado (escola primária)                       19h15

Que valor viver nesta Páscoa?

Este ano queremos que os residentes em Loures percebam a riqueza de permanecer junto uns dos outros pela experiência de celebrar o Tríduo Pascal na paróquia de Loures.

Porquê?

·         Porque entre as celebrações dos Ramos e a celebração do Domingo de Páscoa se verificam movimentos de migração em direção às terras de origem ou algum distanciamento e indiferença relativamente às celebrações que são centralizadas na Matriz;

·         Porque é a vontade de Jesus: “Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e assim vos acontecerá.” (Jo 15, 7)


·         Porque é uma oportunidade para as pessoas experimentarem a riqueza de permanecer juntos uns dos outros, reconhecendo-se como membros da comunidade paroquial que unidos celebram o centro da sua fé.

Registos da peregrinação a Fátima

 ”Foi muito bom fazer em comunidade a peregrinação a Fátima. Em convívio com o próximo aprofundámos a nossa fé e ficámos a conhecer melhor os nossos irmãos. Gostámos da forma como encontrámos o local de almoço, do convívio e da partilha. També a caminhada da Via-Sacra foi para nós uma grande riqueza.




Irene e Adérito Carvalho, Marzagão

Palavra 100